728 x 90
[lbg_audio8_html5_shoutcast settings_id="1"]

Agevisa divulga nota técnica e orienta feirantes na retomada atividades em RO

Entre as medidas está o distanciamento entre as barracas. Feirante que apresentar algum sintoma de síndrome respiratória deve ficar afastado por 14 dias das atividades em feiras livres.

Com o retorno gradual das feiras livres, a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) divulgou essa semana uma nota técnica dirigida a esse segmento dos feirantes. O documento é composto por orientações sobre o funcionamento e condutas obrigatórias para realização das feiras. O objetivo é reduzir a incidência de contaminação pelo novo coronavírus.

O documento, que tem 18 recomendações aos feirantes no ambiente de trabalho, é válido para todo território rondoniense. Entre as orientações descritas na nota estão:

  • As bancas devem ser instaladas em locais amplos, e de preferência em local aberto para manter um bom fluxo de ar;
  • Distanciamento de no mínimo 2 metros entre as barracas;
  • Ter a disponibilização álcool em gel para uso dos feirantes e dos clientes;
  • Em relação ao feirante e o cliente: deve-se utilizar faixas e fitas de demarcação, para evitar qualquer risco de aglomeração de pessoas;
  • Em relação ao feirante: usar Equipamentos de Proteção Individual (EPI) tais como máscara, touca, avental, calça comprida e sapato fechado, que devem ser higienizados de acordo com suas características, sempre utilizando água e sabão e álcool a 70%.

A Agevisa ainda orienta ao feirante para evitar qualquer possibilidade de contaminação e manter o local e principalmente os alimentos higienizados. Outro ponto alertado pela agência é voltado às práticas como não conversar, espirrar, tossir, cantar ou assoviar em cima das superfícies, utensílios e dos próprios alimentos.

Sinais e sintomas

O feirante que apresentar qualquer tipo de sintoma de síndrome respiratória – tosse, febre, coriza, dor de garganta, falta de ar e outros -, independente de pertencer a algum grupo de risco ou que tenha contato direto com pessoas do chamado grupo de risco, deve se afastar das atividades e permanecer em isolamento domiciliar por um período de 14 dias ou mais.

A regra também é válida aos familiares ou amigos que tiveram contato com essa pessoa. O objetivo é evitar o risco de contaminação comunitária.

O feirante que apresentar Síndrome Gripal (SG) deve seguir as recomendações das autoridades de saúde por meio dos telefones 0800 642 5398 ou 3901 8501 – Call Center Governo de Rondônia – ou Disque Coronavírus do município.

Fonte: G1.Globo

banner plan materia
floricultura

Comentarios

os comentaio sao de sua problia responsabilidade *

Novidades